quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

EU

EU QUANDO ESTOU AMANDO,
EU GOSTO E SOU SINCERO.
SÓ NÃO ESQESO QUE O AMOR TEM LIMITE.
E ESSE LIMITE É O CUIDADO DE NÃO SOFRÊ.
POR QUE TODAS AS COISAS TEM SEU PONTO CERTO.
SE NÃO FOR ASSIM.
ATÉ AS COISAS INOCENTES FICA PERIGOSA
EU NA MINHA HISTORIA DE VIDA.
FIS MUITAS COISAS.
ALGUMAS ME TRAIS ALEGRIA.
OUTRAS ME DAR REMORSOS.
MAIS NÃO ME IMPORTA.
POR QUE A VIDA É CHEIA DE ALTOS E BAIXOS.
IDAS E VINDAS ERRO E ACERTOS.
MAIS É ERRANDO E VIVENDO COM OS PROBLEMAS.
QUE AGENTE VAI GANHANDO ESPERIENCIAS.
EU SÓ ESPERO UM DIA
PODER DISTINGUIR O AMOR.
E NELE ENTENDER A RAZÃO DA DOR.
DO AMOR NÃO CORRESPONDIDO
AI SIM CONTAREI TUDO QUE ACONTECEU COMIGO

AUTOR: MOISÉS OLIVEIRA SILVA(GAVIÃO)

TUDO PASSA

SÃO TANTAS COISAS NA VIDA.
QUE AS VEZES ESQUECEMOS.
DE TIRAR UM TEMPO PARA REFRETIR.
O QUE DEVEMOS FAZER.
SÓ PENSAMOS NAS OBRIGASOIS
E NÃO PENSAMOS EM DIVERSOIS
DEIXAMOS DE A LEMBRAR.
QUE AS NOSSAS VIDAS SÃO CURTAS.
E QUE TUDO PASSA.
MAIS O AMOR CONTINUA O MESMO AMOR.
PERMANECI DENTRO DAS PESSOAS DE BOM CORAÇÃO.
MESMO EU PENSANDO ASSIM.
ACHO QUE SEI TUDO .
MAIS NO FUNDO EU NÃO ENTENDO NADA.
MAIS EU NÃO FICO PREOCUPADO POR NÃO ENTENDER.
POR QUE O MISTÉRIO DO ENTENDIMENTO.
É MUITO DIFICIO DE ENTENDER.
MAIS NÃO IMPORTA
EU SOU O QUE SOU. E ASSIM EU VOU SER...


AUTOR: MOISÉS OLIVEIRA SILVA (GAVIÃO)

EU NÃO SOU FELIZ

EU CARREGO EM MIM.
UMA ESTRANHA SENSAÇÃO.
QUE EU NÃO SOU FELIZ
POR QUE O AMOR EXISTE
E FIAS PARTE DA FELICIDADE.
MAIS SE EU NÃO TENHO AMOR.
ENTÃO EU NÃO TENHO FELICIDADE.
EU OLHO E VEJO DO MAIS ALTO DEGRAU.
DA MINHA IMSIGURANÇA.
E RECORDO-ME
QUE DESDE CRIANÇA
MUITA GENTE APROXIMA-SE DE MIM.
SÓ PARA SE BENEFICIÁ
 E APROVEITAR.
DE UM SERUMANO FRAJIO
E ABALADO PELO O TREMOR.
DO EMTENDER QUE SOU SÓ.
EU PUXEI PRA SOBRI OS MEUS OMBROS.
A RESPONSABILIDADE DE TER UMA FAMILHA.
EU NÃO QUERIA FICAR SÓ.
QUERIA TER ALUGUEM PRA FAZER-ME COMPANHIA.
HOJE EU SEI FOI PIO!
EU JÁ NÃO MANDO MAIS EM MIM
ACABOU A MINHA LIBERDADE.
COM ELA EU JÁ NÃO TENHO VONTADE
ACABOU A MINHA PRIVACIDADE.
VOLTOU Á SER PIO DO QUE ANTES
EU JÁ NÃO SEI QUEM EU SOU
PERDI A MINHA IDENTIDADE
NÃO SEI SE VOLTO OU SE VOR
NÃO ANDO MAIS DEVAGAR
EU ADITEI Á VELOCIDADE.
EU ESTOU ASSIM NÃO PORQUE EU QUIS
É QUE EU CARREGO EM MIM.
UMA ESTRANHA SENSAÇÃO.
QUE EU REALMENTE NÃO SOU FELIZ

AUTOR MOISÉS OLIVEIRA SILVA(GAVIÃO)

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

ESSE HOMEM SOU EU

NINGUÉM MAIS DUQUE EU,
PRECISA DOS TEUS CARINHOS,
DA TUA ATENÇÃO, DO TEU AMOR.
POR QUÊ? EU NESSA EXISTÊNCIA VAZIA,
AGARRO-ME AO QUE NÃO TENHO.
PORQUE A SOLIDÃO DOS ANOS,
ASSUSTA E ABALA A ESTRUTURA DA MINHA CAPACIDADE DE RASSOCINA,
E ENTENDER QUE EU NÃO SOU NADA SEM VOCÊ.
É FÁCIL DIZER QUE EU NÃO SOFRO.
DIFÍCIL É ASSUMIR QUE ESTOU SOFRENDO,
POR ISSO VEM FICAR COMIGO.
VOCÊ TEM TUDO QUE EU PRECISO.
VEM ME FAZER FELIZ.
MAIS PRA ISSO EU TENHO DE TER ALGUÉM AO MEU LADO.
VEM SER O MEU GRANDE E ÚNICO AMOR.
EU TENHO MEDO DAS NOITES FRIAS QUE SÃO CONSTANTES EM MEU VIVER.
VEM FICAR COMIGO TE DAREI TUDO DE BOM QUE EU TENHO.
PORQUE EU PRECISO DE ALGUÉM COMO VOCÊ NÃO SE PREOCUPE,
POR QUE EM MIM Á UM HOMEM
CAPAZ DE AMAR COM O AMOR MAIS BONITO QUE VOCÊ JÁ VIU EM TODA SUA VIDA,
ESSE HOMEM SOU EU.
VEM ME DAR O SEU AMOR EM TROCA DO MEU.
VEM.


AUTOR: MOISÉS OLIVEIRA SILVA
                  (GAVIÃO)

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

DJHON PEDRO

VINTE E OITO DE NOVEMBRO
O DIA EM QUE VOCÊ NASCEU
O ANO DOIS MIL E DEZ
AS 18 HORA E DEZ MINUTO
O MUNDO LHI RECEBEU
VOCÊ VEIO PELA AS FORÇA
DO AMOR DE SUA MÃE E EU
VOCÊ NASCEO DE UMA DOR
E DE UM AMOR MUITO SOFRIDO
POIS OUVE MUITO PRECONCEITOS
POR SUA MÃE ESTAR COMIGO
FILHO EU QUERO VER VOCÊ CRESCIDO
PRA COMIGO PASSEAR
EU NÃO VOU DEIXAR VOCÊ CAIR EM PERIGO
POR QUE O BOM CAMINHO
EU VOU LHI MOSTRAR
POR QUE EU JÁ NÃO SOU MAIS CRIANÇA
CEI BEM COMO TE ENSINAR
NUNCA VAI SAIR DA MINHA LEMBRANÇA
A PRIMEIRA VEZ QUE EU LHI VIR CHORAR
EU FALEI COMIGO MESMO
FILHO DE VOCÊ EU VOU CRIAR
DJHON PEDRO NÃO TENHA MEDO
VOCÊ VAI ESTÁ SEMPRE COMIGO
EU QUERO QUE O MUNDO SAIBA
QUE VOCÊ É MEU FILHO QUERIDO
AUTOR: MOISÉS O.SILVA (GAVIÃO)

sábado, 27 de novembro de 2010

SER FELIZ

ANDANDO EM UMA RUA MOVIMENTADA
DE UMA CIDADE GRANDE SITUADA,
NA REGIÃO SUL DA AMÉRICA CENTRAL.
SENTEI-ME JUNTO A UM LAGO ARTIFICIAL
E, OLHANDO OS PEIXES.
PASSEANDO E SE DELICIANDO
DOS RAIOS DO SOL BRILHANDO
NO ESPELHO DA PISCINA.
MARAVILHADO EU FIQUEI E PENSEI!
NUM PASSADO NÃO DISTANTE,
PASSADO RECENTE EM QUE AGENTE,
ÉRAMOS TÃO FELIZ.
SÓ QUE VOCÊ NÃO QUIS.
VIVER UM GRANDE AMOR.
SEJA VOCÊ QUEM FOR.
SE ESTIVER AMANDO NÃO DESPERDI-SE,
A OPORTUNIDADE DE SER FELIZ.
POR QUÊ? EU NA MINHA PEREGRINAÇÃO,
ANDEI PROCURANDO EM VÃO,
O QUE EU SEMPRE QUIS
SABE O QUÊ?
SER FELIZ.


AUTOR: MOISÉS OLIVEIRA SILVA (GAVIÃO)

A CANÇÃO DO VENTO



O VENTO SOPRAVA CANTANDO,

UMA SUAVE CANÇÃO.
MELODIA LINDA E ROMÂNTICA.
TOCOU O MEU CORAÇÃO.
PAREI E TENTEI ENTENDER,
ACREDITE NO QUE VOU DIZER:
O VENTO TEM MUITA RAZÃO!
O AR ESTÁ POLUÍDO,
A CAMADA DE HOZONIO SE ROMPEU,
E OS HUMANOS CORREM PERIGOS
DISSE: O VENTO, O CULPADO NÃO SOU EU,
TUDO VOCÊS QUEREM FAZER,
SEUS LIXOS QUÍMICO NÃO SABEM ESCONDER.
QUANDO EU PASSO LEVO PRA O AR.
ENTÃO, QUANDO A CHUVA VEM
MOLHAR TUDO AQUI NO CHÃO.
JOGA A SUJEIRA QUE VOCÊS FAZEM,
EM CIMA DAS PLANTAÇÕES,
QUE VOCÊS INGEREM COM CONCIENCIA.
QUE É O CULPADO DE TODA A DOENÇA,
QUE ASSOLA A NOSSA NAÇÃO.


AUTOR: ''MOISÉS OLIVEIRA SILVA'' (GAVIÃO)

sábado, 20 de novembro de 2010

SOMOS TODOS IRMÃOS

EU SOU MAIS UM ZUMBIR NO MEIO DA MULTIDÃO.
PORQUE ME TRATA ASSIM? SE SOMOS TODOS IRMÃOS,
EU SOU MAIS UM ZUMBIR NESTA DISCRIMINAÇÃO.
EU SOU FILHO DE DEUS SE VOCÊ QUISER OU NÃO.

NA HORA DE TRABALHAR VOCÊS PRECISOU DE MIM,
NO TRONCO EU APANHAVA E, NA SEMZALA IA DORMIR.
EU CARREGAVA O PATRÃO CHAMANDO DE SENHOR MEU,
QUERO QUE LEVANTE A MÃO QUEM JÁ VIU A COR DE DEUS.

MUITOS FALAM QUE ELE É BRANCO OUTROS DIZ QUE É LOIRINHO,
EU NÃO TENHO NEM UM ESPANTO SE ELE FOR ESCURINHO.
POR QUÊ? SE FOSSE BRANCO COMO DIZ OS ANTEPASSADOS,
NÃO TINHA SOFRIDO TANTO, E COM ESPINHO SER COROADO.

SE TIVER UM PRETO E, UM BRANCO JUNTOS NO MESMO LUGAR,
SE O BRANCO FOR ERRADO O PRETO É QUEM VAI APANHAR,
VAI PREZO SEM FIANÇA E TEM QUE FICAR CALADO.
SE FALAR QUE É INOCENTE AINDA É TORTURADO.

EU DISSE: NESSA LETRA TUDO AQUILO QUE, EU QUERIA
SOMOS DO MESMO PLANETA PRA QUÊ? TANTA COVARDIA,
PERÇO PARA A HUMANIDADE QUE PENSE COM ATENÇÃO.
PARE COM A RIVALIDADE POIS SOMOS TODOS IRMÃOS.


COMPOSIÇÃO: "MOISÉS OLIVEIRA SILVA" (GAVIÃO)

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

O PERFUME DO AMOR


A você que eu nunca avir
mais amo respeito e tenho atenção.
o meu carinho por vocês é grande
vem de dentro do meu coração.
a vocês! gente querida
que é parte da minha vida!
a luz de Deus será a nossa proteção.
o amor é muito importante
quando vem do berço da afeição,
assim guardamos os amigos
na suite dos bons corações
a vocês eu entrego esta rosa,
que contem o perfume do amor.
o cheiro essencial amizade,
por essa mesma amizade lhe dou,
a pezar dos presares o mundo
ainda existem. pessoas do bom coração
as vezes eu paro e penso!
no que não conheço,
mais não sei como entender.
porque nunca avir quem eu penso?
e por que amo tanto assim?


Autor: MOISÉS OLIVEIRA SILVA (GAVIÃO)


terça-feira, 16 de novembro de 2010

PENSAMENTO



PENSAMENTO É COISAS BOA,
É POR ISSO QUE EU VIVO A PENSAR.
EU PENSO COMO, EU ESTOU E,
COMO EU VOU FICAR.
EU FICO PENSANDO SE UM DIA,
EU VIM A PARAR DE PENSAR.
PENSANDO EU CHEGO ATÉ DEUS E,
VEJO ELE PENSANDO.
EU PERGUNTO SE OS MEUS PENSAMENTOS
SÃO CERTO, OU EU ESTOU ERRADO.
ELE OLHA PRA MIM E DIZ:
NÃO QUEIRA SE PREOCULPAR,
O HOMEM PRA SER FELIZ!
É PRECISO SABER PENSAR!
POR ISSO EU DIGO A VOCÊ,
NÃO PENSE EM TRISTEZA E DOR,
PENSE EM FELICIDADE, SAÚDE,
DINHEIRO E AMOR.
FAZENDO O QUE EU DIGO,
SEMPRE ESTARÁ COMIGO E,
JAMAIS SERA SOFREDOR.

AUTOR: MOISÉS OLIVEIRAS SILVA (GAVIÃO)

DO OUTRO LADO DO ORKUT

Á vocês do outro lado do orkut
Eu peso que preste bem atenção
Nos versos que eu fiz pra vocês
Tirei de dentro do meu coração
A credite eu não sei fingir
Tudo isso que eu falo aqui
Dar-me muita sastifação
Eu sei, as vezes pareci loucura
Eu me dar tanto assim aos vi tuas
Mais tudo isso que eu falo é pouco
Eu pretendo fazer muito mais
Por vocês eu despe o meu orgulho
Declarando ao mundo que a amo
E que nas poucas horas em que eu fico triste
E por esses mesmo amigos que eu chamo
Eu sei que eles existem
Por essa razão eu estou falando
É que no orkut é mesmo assim
Um amigo de lá e o outro de cá
Quase sempre se lembram de mim
E mensagem comersão me mandar
O destino as vezes ajuda
Os amigos um dia se encontrar
Se um dia chegar a minha vez
Do meu encontro com um de vocês
Com certeza o meu coração vai gostar
AUTOR: MOISÉS OLIVEIRA SILVA
                     (GAVIÃO)

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

RECADO DO MEU CORAÇÃO


COMO FOI BOM OLHAR NOS SEUS OLHOS
E VER O QUANTO VOCÊ E LINDA
HÁ COMO FOI BOM BEIJAR A SUA BOCA
E SENTIR A UMIDEZ DOS SEUS LÁBIOS,
E SENTIR O TOQUE DA SUA LÍNGUA
FOI SUPER BOM DEITAR-ME AO SEU LADO
E A CARICIAR O SEU CORPO COM AS MINHAS MÃOS,
E SENTIR O PULSAR FORTE DO SEU CORAÇÃO
DIZENDO SE ENTREGA LOGO
EU QUERO SER AMADA
E PENETRADA PELA FLECHA DA PAIXÃO
EU QUERO SENTIR O SEU CORPO TREMO LO
QUE APARENTEMENTE ESTÁ
 A PONTO DE ESPLUDIR DE TESÃO
A MINHA LINDA COMO É BOM SONHAR
COM VOCÊ
MESMO QUE NELE VOCÊ DIGA NÃO,
NÃO ME IMPORTA
PREFIRO ESSA ILUSÃO
QUERO QUE ENTENDA QUE EU TE AMO AMOR
RECADO DO MEU CORAÇÃO

AUTOR:
 MOISÉS OLIVEIRA SILVA (GAVIÃO)

A CHUVA





OLHO ATRAVÉS DA VIDRASSA DA JANELA
VEJO A CHUVA CAINDO
AS FOLHAS DOS AVOREDOS
BALANSANDO QUASE QUE SORRINDO
OLHO E VEJO QUANTAS ALEGRIA  LA FORA
ENQUANTO ISSO EU AQUI DENTRO
TRANCAFIADO SOLTANDO LAGRIMAS
E OUVINDO O SILÊNCIO DO VASIO QUE ME SERCA
OUÇO BARULHO, TENHO MEDO
ENTÃO ME AGARRO
AO NADA QUE, ME RESTA
ENQUANTO ISSO LA FORA
APARESSE O SOL PARANDO A CHUVA
CANTA OS PASSAROS CONTENTE
ENQUANTO EU AQUI CARENTE
OLHANDOOS RAIS DO SOL
PASSANDO SOBRE O VRIDO DA JANELA
LEVANTO  ME DO SOFÁ
VOU ATÉ A PORTA E PENSO NELA,
MAIS QUEM É ELA
SE EU NÃO  CONHEÇO, ELA

AUTOR: MOISÉS OLIVEIRA SILVA (GAVIÃO)

QUANDO OS ANOS SE PASSAREM

QUANDO OS ANOS SE PASSAREM?
VOCÊ VAI ESTÁ MAIS VELHO!
E, JÁ NÃO VAI MAIS SER ACEDIA DA,
NESSA HORA VAI LEMBRAR DE MIM
E, SENTIR O QUE HOJE EU SINTO!
VOCÊ VAI SE OLHAR NO ESPELHO
E, VER QUE NÃO TEM A MESMA BELEZA,
QUE ANTES.
VAI LEMBRAR DE MIM,
QUANDO O SEU CORAÇÃO
PULSAR POR ALGUÉM E,
ESSE ALGUÉM NÃO IMPORTAR,
COM O QUÊ? VOCÊ DIZ OU SENTE.
QUANDO OS ANOS SE PASSAREM?
VOCÊ VAI SENTIR NECESSIDADE DE:
ALGUÉM MAIS JOVEM PARA AMAR E,
NÃO VAI ACHAR! O QUE SERÁ DE VOCÊ?
QUANDO OS ANOS SE PASSAREM.

AUTOR: “MOISÉS OLIVEIRAS SILVA” (GAVIÃO)

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

PANGARÉ


HOJE EU ME COMPARO
 COM UM CAVALO QUARTO DE MILHA
QUE NA SUA MOCIDADE
TINHA TODO O CUIDADO NECESSÁRIO
MEDICO E ALIMENTAR
QUANDO NA SUA VELHICE
FOI ESQUECIDO EM UM FUNDO DE PASTO
SEM CARINHO E,
SEM O OLHAR ENTERESADO
DAS PESSOAS .
ELE CHEIO DE RAIVA
COMO UM CÃO SARNENTO
SAIU RUMO AO DECERTO SECO
E SEM CONDIÇÕES DE VIDA,
TRANSFORMANDO SE EM UM PANGARÉ
SEM DONO, E SEM CARINHO
E, SEM ESPERANÇA DE NADA
COMO COMPANHEIRO
O DECERTO ESCALDANTE
E A AREIA FINA
TOCADA PELO,O VENTO SUL E NORTE
QUE AO SE ENCONTRAR
FAZIA REDEMUNHOS
DEIXANDO MAIS APAVORADO
SEM SABER O QUE FAZER
ASSIM SOU EU,
SOZINHO SEM VOCÊ.

AUTOR: MOISÉS OLIVEIRA SILVA (GAVIÃO)


QUASE TE DETESTEI


O TEU AMOR FOI UMA ROSEIRA.
QUE ME DEU FLOR E ESPINHOS
MESMO ASSIM EU QUERO SEMPRE  AMOR.
TER OS TEUS BEIJOS E OS TEUS CARINHOS
SE EU PUDESSE  ESTARIA  AGORA.
ONDE ESTÁ O MEU PENSAMENTO.
BEM JUNTINHO DE VOCÊ AMOR.
NUM MAIOR CONTENTAMENTO.

NAS MINHAS HORAS DE DESENCANTO.
EU QUASE TE DETESTEI.
ESQUECENDO-ME QUE NO ENTANTO
FOI A VOCÊ QUE EU MAIS AMEI
EU CONFESSO QUE EU ANIDA TE AMO.
E O SEU PASSADO NÃO MAIS MIM IMPORTA.
POR ISSO EU AGORA ESPERO AMOR.
DE VOCÊ BOAS RESPOSTAS.

QUANTO MAIS EU LEMBRO DE VOCÊ.
MAIS SOFRE O MEU POBRE CORAÇÃO.
NO MARTÍRIO DA TUA IDA AMOR
MAIS DESPERTA A MINHA PAIXÃO.
EU COMFERSSO QUE EU ANIDA TE QUERO AMOR
O SEU PASSADO NÃO MAIS ME IMPORTA
COM SERTESA EU AINDA ESPERO AMOR,
DE VOCÊ BOAS RESPOSTA
  
AUTOR: MOISÉS OLIVEIRA SILVA (GAVIÃO)

PASSADO É PASSADO

ANDANDO EM UMA RUA DE,
UMA CIDADE QUALQUER,
EU ENCONTREI A MULHER QUE,
EU QUERIA E SONHAVA TER-LA
PAREI E CONVIDEI PARA JANTAR,
SEM DEIXAR ELA FALAR,
EU SEGUREI EM SUA MÃO.
ENTRAMOS EM UM RESTALRANTE,
ENQUANTO SERVIA O JANTAR,
TOMAMOS UM DRICK,
NO MEIO DE UM COPO DE WISK.
ENCORAJADO EU FALEI PRA VOCÊ:
COISAS QUE NUNCA HAVIA DITO,
A NENHUMA OUTRA MULHER,
POR QUE NUNCA FUI...
FELIZ COMO ESTOU,
ENTÃO FALEI DO MEU AMOR,
DE MINHA DOR,
DOS MEUS SOFRIMENTOS,
DOS MEUS PENSAMENTOS,
DO QUE EU QUERIA E,
DO QUE EU QUERO.
AS VEZES ESTOU RINDO,
QUASE SEMPRE SOU SERIO.
DAS MINHAS VIAGENS OU,
DAS MINHAS ESTADIAS SE,
EU TENHO CORAGEM OU,
SE TENHO COVARDIA.
FALEI DO FUTURO E,
TAMBÉM DO PASSADO,
FALEI COMO EU AMO E,
COMO EU QUERO SER AMADO.
AGORA COM VOCÊ.
O RESTO EU DEIXO DE LADO
SABE PORQUE O PASSADO É PASSADO.


AUTOR:''MOISÉS OLIVEIRA SILVA ''(GAVIÃO)

A JANELA




LEVANTEI-ME SEDO, E ABRIR A JANELA.
DO MEU QUARTO! OLHANDO SOBRE A MESMA
A MINHA ESQUERDA EU VI:
A NATUREZA RINDO E, AS ÁRVORES FLORINDO,
OS PÁSSAROS CANTANDO,
O SOL SURGINDO, O VENTO SUL SOPRANDO.
MARAVILHADO EU FIQUEI E,
VIREI A MINHA DIREITA E VI:
O PROGRESSO! UM FUTURO INSERTO.
A DEPEDRAÇÃO! MAQUINAS
CORTANDO A VEGETAÇÃO
DANDO ESPAÇO AS CONSTRUÇÕES
DAS CIDADES, QUE CRESCI DESORGANIZADAMENTE.
PAREI E PENSEI! NO QUE EU VI A MINHA DIREITA: CIDADES CRESCENDO A GUERRILHA URBANA.
MENINO DE RUA SEM MESA E, SEM CAMA.
A DESIGUALDADE PARALELA,
ENTÃO EU DECIDIR NÃO MAIS ABRIR
MINHA A JANELA.

AUTORMOISÉS OLIVEIRA SILVA (GAVIÃO)

SAUDADE


SINTO SAUDADE DAQUELE DIA,
EM QUE NÓS, NOS SENTAMOS,
JUNTO AQUELA MESA, VOCÊ SABE AONDE.
ENTRE UM CIGARRO E OUTRO.
EU TOMEI CORAGEM E, LHE FALEI DO MEU AMOR.
AMOR MAIS QUE AMOR,
SE SUA RESPOSTA SÓ ME TRÁS DOR.
DOR QUE EU NÃO SEI QUANDO,
VAI PARAR DE DOER E,
CORROER O MEU CORAÇÃO.
SAUDADE HOJE EU SINTO DAS COISAS RUIM!
PORQUE SEMPRE VEM PRA MIM.
E DAS BOAS EU NÃO ME LEMBRO.
PORQUE NUNCA TIVE?
SAUDADE MESMO EU TENHO
É DO TEMPO QUE, EU NÃO HAVIA NASCIDO.
PORQUE DE LA NÃO ME LEMBRO.

AUTOR: MOISÉS OLIVEIRA SILVA (GAVIÃO)